De acordo com documentos obtidos pelo The Verge, a Amazon usou IA para demitir pessoas automaticamente ao longo dos anos. Pessoas que falhavam em atingir cotas de produtividade passaram pelo corte. Centenas delas.

Isto é apenas um lapso de um futuro onde a Inteligência Artificial pode ser sua chefe.

Amazon usou IA para demitir pessoas automaticamente

Nem todas as decisões foram tomadas pelo computador – incluindo uma carta assinada por um advogado da Amazon que descreve o sistema.

Apesar de existir informações de como a automatização é profundamente usada no sistema, não fica claro que a empresa ainda use isso.

“O sistema da Amazon monitora as taxas de produtividade de cada colaborador individual”, diz a carta citada por The Verge, “e gera automaticamente quaisquer avisos ou encerramentos relativos à qualidade ou à produtividade sem a contribuição dos supervisores”.

Ao tomar conhecimento da reportagem do The Verge, um porta-voz da empresa se pronunciou, mas não ofereceu exemplos específicos de imprecisões no sistema:

“Semelhante a muitas empresas, temos expectativas de desempenho, independentemente de serem funcionários corporativos ou de centros de distribuição”, diz o comunicado. “Apoiamos pessoas que não atendem aos níveis esperados delas com treinamento dedicado para ajudá-las a melhorar e ter sucesso em suas carreiras na Amazon. Jamais dispensaríamos um funcionário sem primeiro garantir que eles tivessem recebido nosso apoio total, incluindo treinamento dedicado para ajudá-los a melhorar e treinamento adicional. Como somos uma empresa que continua crescendo, nosso objetivo comercial é garantir oportunidades de desenvolvimento de carreira de longo prazo para nossos funcionários. ”

Independente disso, os centros da Amazon tem automatizado diversos processos, inclusive eliminando postos de trabalho humanos para dar espaço à robôs.

As condições de trabalho na empresa também não são muito boas. Um ex-empregado escreveu para o The Guardian ano passado sobre  demandas estressantes para os trabalhadores em depósitos.

“Uma das coisas que ouvimos consistentemente dos trabalhadores é que eles são tratados como robôs na verdade, porque são monitorados e supervisionados por esses sistemas automatizados”, disse a crítica da Amazon, Stacy Mitchell, ao The Verge. “Eles são monitorados e supervisionados por robôs”.

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin