É um desafio ensinar as pessoas a selecionarem informação dentro do fluxo frenético da internet. O game Bad News está ajudando a combater as fake news aproximando os jogadores de como as notícias falsas são produzidas e disseminadas.

O jogo educativo é gratuito e roda direto do navegador. Desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Cambridge, ele simula a vida real colocando o jogador na pele de um verdadeiro produtor de notícias falsas, influenciando que ele crie um império de desinformação.

Bad News: o game que está ajudando a combater as fake news
Jogue Bad News, o jogo que está empenhado a combater as fake news, neste link

No começo, o game é bem inocente, e apenas introduz perguntas ao jogador, como por exemplo, se ele está familiarizado com o tema “fake news”. Em seguida, apresenta mensagens que devem ser classificadas como confiáveis ou não.

Avançando no jogo, será possível criar perfis falsos nas redes sociais e até um blog ou portal para disseminar boatos e conteúdos falsos. Tudo, claro, é muito irônico, porque cria a ilusão de que o jogador está fazendo algo benéfico, inclusive ganhando mais seguidores.

A ideia da equipe por trás do jogo é mostrar como a luta entre a verdade e a desinformação é desleal, uma vez que conteúdos falsos tendem a se espalhar mais rapidamente e com facilidade ao enganarem pessoas mal informadas sobre temas como ciências e política.

Um estudo do laboratório social da universidade (CDSMLab), realizado com 15 mil jogadores, indica que o game realmente é muito efetivo em melhorar a percepção das pessoas sobre notícias falsas.

Publicado no periódico Palgrave Communications, o estudo mostra que jogar Bad News por apenas 15 minutos ajuda os usuários a desenvolver uma resistência psicológica contra notícias falsas.

Os resultados indicam que os jogadores ficaram 21% menos suscetíveis em acreditar em notícias falsas do que antes de jogarem o game.

“Esta é uma versão do que os psicólogos chamam de ‘teoria da inoculação’, com o nosso jogo funcionando como uma vacinação psicológica”, explicam os pesquisadores.

Segundo a teoria da inoculação, quando uma pessoa é pré-exposta a algo que ameaça suas atitudes, é provável que ela se torne mais resistente a tais ameaças. Ou seja, ela se torna mais resistente à persuasão.

“Descobrimos que apenas quinze minutos de jogabilidade têm um efeito moderado, mas um efeito praticamente significativo quando escalado em milhares de pessoas em todo o mundo, se pensarmos em construir resistência social a notícias falsas”, disse o Dr. Sander van der Linden, diretor do Cambridge CDSMLab.

Por enquanto, Bad News foi traduzido para 10 idiomas, dentre eles, alemão, sérvio, polonês e grego.

As crianças também estão no foco da conscientização sobre conteúdos falsos. Uma versão junior destinada a idades entre os 8 e 10 anos também está disponível em 10 idiomas, até o momento.

Um dos principais objetivos da equipe nesta versão é oferecer “uma maneira simples e envolvente de estabelecer a alfabetização midiática em uma idade relativamente precoce e, em seguida, analisar a duração dos efeitos”.

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin