A Amazon revelou o seu carrinho de mercado inteligente, um carrinho que tem seus próprios sensores de peso e câmeras para quando você colocar itens nele, evita que você precisa passar pelo caixa.

“Nossa principal motivação para criar isso foi poder economizar tempo para os clientes”, disse Dilip Kumar, vice-presidente de varejo físico e tecnologia da Amazon. “As soluções alternativas estão nas pistas de check-out expresso ou atrapalham-se nas estações de check-out automático.”

Esses Dash Carts, como são chamados, vão estrear na mercearia Amazon em Woodland Hills, Califórnia, quando o local abrir ainda este ano.

A empresa divulgou em novembro passado os planos para a loja Woodland Hills como o primeiro local para uma nova rede de supermercados que será separada da rede Whole Foods. A loja também incluirá caixas para pagamentos comuns.

Kumar diz que esse carinho também foi construído com robustez suficiente para evitar rodinhas trêmulas e desequilibradas.

É função da Amazon trazer uma nova tecnologia com assinatura deles na área de supermercados, que gira US$ 1,2 trilhão.

Anteriormente, em 2016, a empresa inaugurou também a Amazon Go Grocery, um formato de loja maior que inclui produtos frescos. Ainda há especulações de como será o formato da nova loja parecida com a Whole Foods, que comprou em 2017.

Aparentemente, a empresa pretende dominar mais um mercado, não só o de produtos, entregas, livros e produtos em geral. Não é toa que Jeff Bezos, o dono da Amazon e homem mais rico do mundo, não para nunca de aumentar as suas fortunas.

Ele basicamente domina, aos poucos, o mundo inteiro com novas tecnologias e maneiras de vender em seu mercado global, a Amazon. Empresa que começou na garagem de Bezos, em 1994, e que vendia apenas livros. E que o nome vem de um rio que atravessa o território brasileiro e é considerado o maior em extensão e fluxo de águas, o Rio Amazonas.

O carrinho de mercado inteligente

Veja mais sobre tecnologia!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin