Streets of Rogue é daqueles jogos que oferece muito mais do que aparenta. Apesar de seguir o esquema rogue-like, em que missões e mundos são criados aleatoriamente a cada vez que você joga, ele oferece um gameplay praticamente infinito e bastante divertido.

Tudo começa com um pequeno tutorial para explicar do que o game se trata. Aos poucos, a gente percebe o quanto ele é viciante, e o quanto pode te divertir sem muita pretensão. De forma bem simples e intuitiva.

Após o tutorial, que consiste em explicar as ações dos botões e que cada personagem tem uma habilidade especial, você é jogado em uma “base”, onde seleciona suas melhorias para começar uma nova aventura.

Street of Rogue | Review - Humor e gameplay infinito

A missão desse jogo é bem simples: causar o caos e eliminar o prefeito da cidade maluca em que você se encontra.

O jogo, no entanto, oferece a opção ao jogador (ou jogadores, pois existe modo coop para até quatro pessoas, local e online) de desfrutar dessa aventura como quiser. Seja na base da diplomacia, na base da matança ou na espionagem.

Funciona como uma mistura dos GTA’s antigos, Binding of Isaac e Deus EX, pois permite que você explore o mundo de forma um tanto livre, e decida a maneira que você quer completar as missões.

É interessante que o jogo é coberto de humor. Desde os personagens, a cidade em si, até a descrição do que você tem que fazer, ou história de cada personagem.

Dependendo de quem você escolhe para jogar, o gameplay muda. O médico, por exemplo, não é capaz de usar armas, mas ele pode usar clorofórmio para desmaiar os outros. Ou dardos com tranquilizantes. Já o gorila, não tem capacidade de comunicação, mas é bem forte e pode juntar um grupo de outros gorilas para lutar ao seu lado. Enquanto o hacker tem a capacidade de invadir computadores. E assim por diante.

São diversos personagens, e logo diversas maneiras de jogar.

Street of Rogue | Review - Humor e gameplay infinito

Os níveis acontecem em uma cidade, começando com as favelas, a zona industrial, o parque, o centro da cidade e a parte alta da cidade, até chegar as partes mais ricas, a fim de derrubar o prefeito.

Existem diversos NPCs (personagens não jogáveis) nas fases, que variam bem – desde policiais em ronda, territórios dominados por gangues de bandidos, até zumbis ou canibais loucos, comerciantes ou carrascos que escravizam pessoas.

Os objetivos são simples, mas oferecem estratégia. Se você precisa destruir geradores, por exemplo, pode simplesmente explodir uma parede, entrar no prédio e atirar neles. Ou quem sabe entrar sorrateiramente por uma vidraça quebrada, desmaiar os guardas e fazer tudo isso na espreita. Ou contratar uma gangue para fazer isso, quem sabe. Cabe a você escolher como realizar cada objetivo.

À medida que você progride, você ganha nuggets, que serve como dinheiro para comprar modificações e melhorias para os personagens. Assim, quando você começar de novo, terá essa melhoria a ser habilitada. Típico dos jogos rogue-like.

Além disso, há possibilidade de selecionar modificações antes de começar cada partida. Isso inclui a possibilidade de “Continue”, munição infinita, receber recompensas apenas em dinheiro ou tornar as coisas mais difíceis ou fáceis.

O sistema de classes é um grande destaque neste game. Há uma variedade de personagens a serem selecionados, e mais são destravados ao longo da aventura. Entre eles estão um soldado, um comediante, um zumbi, ladrão e muito mais. Sendo que cada um deles oferece uma experiência de jogo totalmente diferente uma da outra.

Mesmo assim, se você não quiser jogar com um desses caras, você pode criar seu próprio personagem. Escolher a aparência, habilidades, tudo.

Street of Rogue | Review - Humor e gameplay infinito

Os gráficos, que são em pixel art, combinam perfeitamente com toda a temática do game, especialmente com o fato do humor (muitas vezes humor negro) estar sempre presente durante os diálogos, missões ou no jogo como um todo.

Em um jogo que você repete muitas vezes as fases, por ser rogue-like, não há trilha sonora que aguente. Apesar de ser tranquilo no início, as músicas acabam ficando irritantes depois de algum tempo. O que não chega a ser um enorme problema, pois você pode simplesmente desativá-la.

Streets of Rogue: Conclusão

Este game é uma surpresa extremamente agradável, principalmente porque entrega muito mais do que você imagina ao bater os olhos nele.

Há uma jogabilidade fluida, interessante e que prende o jogador. Você provavelmente voltará a jogar muitas e muitas vezes. É daqueles jogos que fica instalado, e vez ou outra você aparece por lá para passar o tempo. Simples e divertido. Com uma variedade de finais diferentes e maneiras de jogar.

Onde encontrar: Steam | Xbox One | PlayStation 4 | Nintendo Switch

Veja mais sobre games!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin