O Rijksmuseum, fundado em Amsterdã em 1808, fechou uma parceria com a Adobe para criar modelos em 3D de obras de arte e digitalizar mais de 125 mil obras do seu acervo. Visitantes podem inclusive baixar essas obras em alta resolução.

O que é interessante na iniciativa é que os usuários podem baixar gratuitamente, o que representa um grande passo em como os indivíduos da nossa sociedade podem consumir obras de arte.

Entre as obras estão peças de Rembrandt, Vermeer, Mondrian e van Gogh, e os planos da iniciativa do museu é digitalizar mais 40 mil obras a cada ano.

“Somos uma instituição pública e, portanto, a arte e os objetos que temos são, de certa forma, propriedade de todos”, disse Taco Dibbits, diretor das coleções do Museu em uma entrevista. “’Com a Internet, é tão difícil controlar seus direitos autorais ou uso de imagens que decidimos que preferiríamos que as pessoas usassem uma imagem muito boa de alta resolução do Rijksmuseum, em vez de usar uma reprodução muito ruim”, disse.

Além de todo o acervo digitalizado, a Adobe curou uma seleção de 28 objetos físicos do Rijksmuseum e os transformou em modelos em 3D.

Inspirados na obra original, esses trabalhos contém todos os detalhes.

Para ver essas obras recriadas em 3D, clique aqui. Já para conferir o acervo do museu online, acesse o site oficial da instituição.

Alguns dos modelos em 3D de obras de arte recriadas do Rijksmuseum

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin