A Apple TV pode lançar uma possível reviravolta no mundo do streaming de entretenimento, já que a empresa e também outras do gênero exploram novos modelos de negócio. Agora, eles estudam pagar bônus aos atores com base na popularidade de cada produção.

De acordo com um relatório da Bloomberg, sob este novo modelo, os criadores receberiam bônus com base no desempenho de seu conteúdo, como números de visualizações e engajamento do público.

Se um filme ou programa atrair um grande público, os criadores podem receber bônus substanciais. Mas, se o conteúdo não tiver um bom desempenho, o pagamento será menos impressionante.

O relatório da Bloomberg é baseado em um memorando interno e discussões com insiders da indústria, revelando que a Apple tem apresentado essa ideia aos representantes de talentos. O sistema proposto inclui um “sistema de pontos” para distribuir os bônus, que consideraria vários fatores:

  • O número de novos assinantes que se inscrevem no Apple TV+ especificamente para assistir ao conteúdo.
  • O tempo total de visualização gasto pelo público no conteúdo.
  • O custo de produção em relação ao tamanho do público.

Para os programas de maior desempenho, os criadores poderiam compartilhar até US$ 10,5 milhões por temporada em bônus.

O objetivo desse modelo é vincular de perto a compensação ao desempenho do conteúdo, o que incentivaria produções de maior qualidade.

No modelo atual, os criadores normalmente recebem pagamentos antecipadamente, mesmo antes do início da produção, uma tendência iniciada pela Netflix nos primeiros dias do streaming para atrair talentos de renome.

À medida que as plataformas de streaming agora buscam reduzir custos, esse novo modelo representa uma mudança para uma estrutura de compensação baseada no desempenho.

Outros gigantes do streaming, como Amazon e Netflix, também estão considerando sistemas de pontos semelhantes. Isso indica um movimento mais amplo da indústria em direção a pagamentos vinculados ao desempenho, impulsionado pela necessidade de otimizar gastos e melhorar a qualidade do conteúdo.

No ano passado, a greve dos roteiristas de Hollywood mostrou a insatisfação com as estruturas de pagamento existentes, que muitos roteiristas consideravam deixá-los economicamente vulneráveis. Embora a greve tenha levado a algumas renegociações, os desafios persistem, e a falta de transparência dos serviços de streaming continua a ser uma preocupação.

O novo modelo de compensação proposto levanta questões sobre a confiabilidade e a justiça das empresas de streaming. Essas plataformas são frequentemente criticadas pela forma como operam e cancelamentos súbitos de conteúdo, deixando os artistas incertos sobre sua segurança financeira.

À medida que a Apple TV e outros serviços de streaming avançam com essas discussões, a indústria estará observando e esperando para ver se esse novo modelo pode realmente oferecer um ambiente mais equitativo e sustentável para os criadores.

Veja mais sobre séries e TV!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin