Um novo vídeo publicado pela NASA mostra como é cair em um buraco negro. Algo que o ser humano jamais ousou se aproximar.

A visualização impressionante, disponível no YouTube em um vídeo de 360 graus e como uma explicação, mostra a jornada de distorção da realidade ao se aproximar do horizonte de eventos de um buraco negro supermassivo, a fronteira além da qual nada — nem mesmo a luz — retorna.

“As pessoas frequentemente perguntam sobre isso, e simular esses processos difíceis de imaginar me ajuda a conectar a matemática da relatividade com consequências reais no universo real”, disse Jeremy Schnittman, um astrofísico do Goddard Space Flight Center da NASA que criou as visualizações, em um comunicado da NASA sobre o vídeo. “Então, simulei dois cenários diferentes, um onde uma câmera — um substituto para um astronauta ousado — acaba de perder o horizonte de eventos e é arremessada para fora, e outro onde ela cruza a fronteira, selando seu destino.”

Até hoje os buracos negros são um mistério para humanidade. E o maior enigma é sobre o que está em seu núcleo: uma singularidade, o que significa um ponto unidimensional com densidade infinita que é a fonte do poder impressionante desses objetos.

À medida que um objeto se aproxima, a diferença de gravidade entre uma ponta do objeto e a outra pode ser tão extrema que ele começa a se esticar em tubos parecidos com espaguete.

O buraco negro simulado é projetado para imitar o supermassivo no centro de nossa galáxia, que tem uma massa mais de 4,3 milhões de vezes a do nosso Sol. Isso é quase inimaginavelmente grande: a visão distante dele que você vê no visualizador está a quase 400 milhões de milhas de distância.

Veja o vídeo.

Como é cair em um buraco negro

Veja mais sobre ciência!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin