Um próximo veículo de notícias chamado Canal 1 diz que usará âncoras de notícias geradas por IA, que estão sendo apresentadas como surpreendentemente capazes e fotorrealistas.

A startup de tecnologia anunciou a data de lançamento, compartilhando uma demonstração de vídeo de 20 minutos no X (Twitter). Ela começa de maneira muito semelhante a um canal de notícias a cabo típico, mas sobrepondo imagens reais junto com as geradas por IA, e alternando entre diferentes personalidades de IA.

Um apresentador artificial assegura ao espectador que a produção do Canal 1 não é “notícia falsa”. Em vez de criar suas próprias histórias, diz o âncora de IA assumindo a forma de um homem de terno, o Canal 1 dependerá de conteúdo coletado de “fontes de notícias confiáveis” feitas por humanos em todo o mundo, reformuladas e personalizadas para os gostos e interesses de cada espectador.

Ainda mais estranhamente, o Canal 1 usará a IA para gerar imagens e vídeos de eventos onde “as câmeras não foram capazes de capturar a ação”. Isso é comparado a como um desenho de tribunal “não é uma representação literal de eventos reais”, mas ajuda o público a compreendê-los.

Imaginamos que mais ou menos como criam aquelas “reproduções” de crimes em noticiários, feitos com imagens ou desenhos.

Em seu programa de demonstração, o Canal 1 usa principalmente filmagens reais de notícias e imagens secundárias retiradas de outras fontes. Quando uma imagem gerada por IA é mostrada, ela é claramente indicada com um aviso que aparece no canto superior direito da tela.

De maneira mais impressionante, a tecnologia é utilizada para traduzir o discurso mantendo a voz do orador. Um exemplo mostra um homem explicando algo em francês na filmagem original e, em seguida, falando inglês em uma voz sintetizada convincente que se parece muito com a sua própria.

Outro apresentador fictício no vídeo elogia a “nova e única maneira” do Canal 1 de avaliar instantaneamente o sentimento público por meio de seu “medidor de emojis”. Ele usa o lançamento iminente do Cybertruck da Tesla como cobaia.

“Eu li rapidamente os 30.000 tweets mais recentes postados no X sobre o Cybertruck”, diz o apresentador fictício, mostrando uma análise de todos os emojis usados nos tweets. “O sentimento em relação ao veículo é realmente muito misto.”

A plataforma estreará no X e em outras plataformas de streaming como um programa que parece ser um tanto tradicional, baseado em diferentes regiões e idiomas.

No entanto, o objetivo final é lançar um aplicativo para smartphones que permitirá que o Canal 1 seja totalmente personalizado para cada usuário, que poderá escolher seus tópicos favoritos e até mesmo suas personalidades fictícias de notícias favoritas. Essa fase do lançamento está prevista para o próximo verão.

A reportagem do Canal 1 não será totalmente automatizada. Editores e produtores humanos estarão envolvidos “verificando as histórias quanto à precisão e clareza em cada etapa do processo”. Se o Canal 1 eventualmente atingir os níveis de personalização que afirma, a verificação de fatos 24 horas por dia parece ser um desafio considerável para a equipe nos bastidores.

Em resumo, o que deu para ver até agora é sem dúvida interessante, mas vale a pena observar que isso não foi uma demonstração ao vivo, então não sabemos quão bem o produto final se sustentará durante suas transmissões “ao vivo” reais.

Veja mais sobre tecnologia!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin