Muitos anos atrás, muitas pessoas começaram a crer que algumas mulheres tinham poderes sobrenaturais – o que causou uma histeria massiva e caça às bruxas do século XIV até o século XVIII. No entendo, os usuários do Tumblr revelaram, por meio da história, ciência e botânica, que a causa de acreditarem em bruxas no passado está no LSD.

Isso significa que as pessoas simplesmente adoeceram ao consumir um fungo um tanto comum naquela época, e por isso foram massacradas e até queimadas em fogueiras.

As publicações do Tumblr que você confere abaixo, com as respectivas traduções, explicam o que de fato aconteceu.

A causa de acreditarem em bruxas

Garotas fazem pose para foto em uma cadeia que fazia julgamentos de bruxas em 1692 em Salem, Massachusetts. Foto tirada em 1945.

Recentemente tomei conhecimento que a água em Salem estava contaminada com o fungo do qual o LSD é derivado e a teoria legítima para a coisa toda é que todo mundo da cidade estava viajando [em drogas].

Isso pode ser a melhor coisa que eu já vi na Internet.

Nós fizemos algo massivo nesta história. Acredito que o fungo em questão é chamado de Ergot (traduzido como ‘doença de cereais’) e é aterrorizante. Faz os seus músculos terem espasmos, portanto, quando [as “bruxas”] tinham convulsões, era por isso, não porque estavam possuídas. Uma mulher teve que ser amarrada na cama, ela tinha convulsões muito fortes, e como já disseram, tem o mesmo efeito que o LSD; assim que toca você, o consome e detona com o seu sistema nervoso inteiro. A pior coisa é que você praticamente fica o tempo todo em uma bad trip. Muitas relatavam que insetos caminhavam por suas peles, ou monstros emergiam das sombras para arranhá-los e mordê-los enquanto gritavam. Era uma coisa horrenda, e o pior é que a doença de cereais ainda existe. Ele cresce em cultivo, e se o seu trigo não for bem tratado você pode comer e experienciar as mesmas coisas que as mulheres de Salem.

Deus, eu amo história.

Isto é demais e quase correto…

Os efeitos nas pessoas de Salem foram provavelmente de consumir pão com o fungo, não da água contaminada. Centeio é muito mais fácil de ser contaminado do que trigo. De fato, as pessoas da Igreja tinham acesso a trigo de melhor qualidade, e por isso não sofriam tanto com o envenenamento. Você não entra em uma viagem de espasmos apenas consumindo isso. Você precisa consumir por semanas, o que resulta em contaminação crônica. (Se você parar de comer o quanto antes, você pode se recuperar. Portanto, quando essas pessoas que sofriam “possessão demoníaca” se refugiavam nas igrejas e paravam de comer pão com centeio de má qualidade, eles às vezes eram curados “milagrosamente”).

Mais fatos interessantes:

A contaminação por doença de cereais pode resultar em convulsões e alucinações, ou pode causar gangrena, dependendo do grupo de alcaloides ativos estão presentes. (Horrível, de qualquer forma). Isso matou muitas pessoas na Europa na Idade Média.

Na Europa, havia uma relação muito forte entre verões úmidos (que são climas ideais para o fundo) e relatos de bruxaria/possessões. E na Noruega e Escócia, registros de perseguição de bruxas são apenas encontrados onde havia plantações de centeio para a produção de pães.

E eu acabei de descobrir que um autor traduziu a palavra “Beowulf” como “barely-wolf” (quase lobo), o que pode indicar uma conexão também com a doença de cereais. A explicação sobre os efeitos parecidos com o LSD podem ser válidas também para as histórias de antigos guerreiros nórdicos que entravam em um estado de transe de batalha.

(Isto é exatamente o tipo de coisa que a botânica e aulas de plantas medicinais falam sobre. É tão legal. Nós tivemos uma leitura sobre a doença de cereais nesta semana).

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin