Se em Raízes do Mal conhecemos um pouco mais sobre a história de Terry Ives, mãe de Eleven, em Cidade Nas Trevas mergulhamos no passado sombrio do Xerife Hopper, o pai adotivo da menina de poderes telecinéticos mais adorada da cultura pop.

O segundo livro oficial do universo de Stranger Things é escrito por Adam Christopher e ambientado em 1984, ano em que a terceira temporada da série da Netflix se passa.

É o primeiro natal de Hopper com Eleven, que está entendiada e com saudade de seus amigos. O que era para ser uma noite tranquila se transforma quando ela encontra uma caixa misteriosa com o escrito “Nova York”.

Por que Hopper nunca fala de seu passado? Eleven busca respostas para perguntas que nós fazemos ao longo da série em torno dessa figura misteriosa e melancólica do xerife.

Mesmo preferindo enfrentar hordas de demogorgons e demodogs, ele começa a contar os detalhes de um dos casos mais avassaladores de sua carreira.

Em 1977, logo após retornar do Vietnã, ele trabalhou como detetive na divisão de homicídios de Nova York, onde se deparou com uma serie de assassinatos brutais e misteriosos.

Depois que agentes federais assumiram o caso, Hopper e sua mulher decidiram continuar a investigação por conta própria. Mas quando eles estavam perto de desvendar o caso, um apagão lançou a cidade nas trevas, e mudou a vida de Hopper para sempre.

A narrativa se divide em dois tempos, e reconstrói com habilidade as ambientações distintas das duas épocas retratadas. Em 1977, com tons de thriller, você acompanha uma investigação em tempo real, como as das séries de investigação criminal.

No presente, enquanto Eleven interpreta à sua maneira os fatos obscuros da vida de Hopper, ela acaba associando alguns deles com os comportamentos de Brenner, o cientista que capturou sua mãe em Raízes do Mal, e também aprofunda um pouco mais no terrível projeto MKULTRA.

Na década de 70, o livro também apresenta capítulos da detetive Rosario Delgado, parceira policial de Hopper que o acompanhou durante a investigação. O que a torna a narrativa bem dinâmica, mostrando dois pontos de vista diferentes sobre a mesma situação.

Em Cidade nas Trevas você vai se emocionar e ficar tenso. Além de participar de uma investigação e ficar atento aos suspeitos, verá Hopper e Eleven fortalecendo seus laços como pai e filha.

O livro também te apresenta às duas personalidades de Hopper, a de antes e depois do luto. Mistérios por trás da morte da filha do xerife, mencionada através de flashbacks ao longo da série da Netflix.

Se prepare para desvendar muitos mistérios sobre Stranger Things, e também encontrar pistas que estão ligadas à questões que a terceira temporada da série deixou em aberto.


Tradução: Stephanie Fernandes

Páginas: 384

Editora: Intrínseca


Adam Christopher é autor de livros de mistério e ficção científica. Empire State é seu livro de estreia e foi apontado como livro do ano pela revista SciFiNow. Colaborou ainda com Star Wars: From a Certain Point of View, antologia comemorativa de quarenta anos da saga, e escreveu os livros oficiais da ilustre série Elementary e da premiada franquia de videogames Dishonored. Em parceria com Chuck Wendig, é responsável pelo roteiro da HQ The Shield.


Veja mais matérias legais sobre Stranger Things!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin