A Microsoft desenvolveu uma ferramenta para detectar pedófilos online, na fase que é considerada como chamada de “grooming”. Ou seja, quando o predador sexual tenta criar uma relação de confiança com a vítima.

Esta ferramenta analisa textos de conversas em busca de sinais desse tipo de ação – e a empresa está doando a tecnologia para autoridades e empresas qualificadas para tentar erradicar este enorme problema que é a exploração sexual de menores na Internet.

A Microsoft desenvolveu a ferramenta, denominada Projeto Artemis, como parte de um esforço de várias organizações lançado em novembro de 2018.

De acordo com uma nova publicação no blog deles, ela se baseia na tecnologia patenteada que a Microsoft começou a usar para impedir o surgimento de várias plataformas no Xbox, anos atrás.

Há uma espécie de indicação de quando as pessoas tentam ganhar confiança de outras em conversas online. E cada indicação é deflagrada pela ferramenta. Assim, cada companhia ou autoridade pode definir o quanto disso chega a ser ameaçador. Digamos que sete sinais entre dez, por exemplo.

Depois de passar por este “filtro”, a conversa é enviada para análise por um ser humano. E esta pessoa definirá se ela deve ser encaminhada para as autoridades.

A Microsoft escreve no blog que está disponibilizando a ferramenta gratuitamente por meio da Thorn, uma organização sem fins lucrativos de tecnologia focada em acabar com o abuso sexual de crianças, para “quaisquer empresas de serviços online qualificadas que ofereçam uma função de bate-papo”.

Qualquer pessoa interessada em adquirir a ferramenta deve entrar em contato com a Thorn em [email protected].

Isso pode não representar a salvação de tudo, mas certamente pode ajudar a evitar explorações sexuais de muitas crianças em torno do mundo.

Veja mais sobre tecnologia!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin