Se você quer saber quanto tempo o COVID (Coronavírus, COVID-19) dura em diferentes tipos de superfícies, nós trazemos um apanhado de informações baseadas em estudos realizados até agora para compilar esses dados.

Basicamente, dois grandes estudos científicos foram realizados para verificar isso. O primeiro estudo foi publicado pelo New England Journal of Medicine (NEJM). Neste estudo, uma quantidade normal de vírus em forma de aerossol foi aplicada em diferentes lugares.

O segundo estudo foi publicado pelo Lancet. Desta vez, uma gota contendo o vírus foi aplicada em superfícies distintas.

Em ambos os estudos o teste foi feito em temperatura média, em uma sala fechada, e as amostras foram coletadas em diferentes intervalos de tempo – para calcular o quanto de vírus ainda estava “viável”.

Vale ressaltar que a permanência do vírus em lugares diferentes difere de acordo com as condições do ambiente. No entanto, podemos ter uma ideia de mais ou menos quanto dura levando em conta esses estudos.

Quanto tempo o COVID dura?

Foto: Reprodução Traduzida (http://www.healthline.com)

Plástico – 3 até 7 Dias

Muitos objetos são de plástico. Alguns exemplos:

  • sacolas
  • embalagem de alimentos
  • garrafas de água e recipientes de requeijão, leite, manteiga, margarina
  • cartões de crédito
  • controles remotos e controles de videogame
  • interruptores
  • teclados de computador e mouse
  • brinquedos

Aço ou Metal – 3 até 7 Dias

Objetos que são de metal:

Aço inoxidável

  • maçanetas
  • algumas geladeiras
  • corrimãos de metal
  • chaves
  • talheres
  • tachos e panelas
  • equipamento industrial

Cobre

  • moedas
  • utensílios de cozinha
  • joalheria
  • Fios elétricos

Papel – Até 4 Dias

Alguns exemplos de coisas feitas de papel:

  • dinheiro
  • cartas e artigos de papelaria
  • revistas e jornais
  • lenços
  • toalhas de papel
  • papel higiênico

Vidro – Até 4 Dias

Alguns objetos feitos de vidro:

  • janelas
  • espelhos
  • copos, taças
  • telas de TVs, computadores e smartphones

Papelão – 24 Horas

Objetos feitos de papelão:

  • Caixas de encomendas
  • Caixas para armazenar alimentos

Madeira – Até 2 Dias

Alguns exemplos de coisas feitas de madeira:

  • Mesas, balcões
  • Cadeiras
  • Móveis da casa e lugares em geral

Quanto ao ar? O vírus dura quanto tempo?

Segundo o estudo realizado pela New England Journal of Medicine (NEJM), o vírus pode se manter no ar por até três horas. Na ocasião, eles realizaram testes com aerossol contendo o vírus em uma sala fechada, e conseguiram detectar partículas do vírus por até três horas presentes no ar.

Isso pode variar, porém, de acordo com o local e tipo de ambiente. Quando o local é arejado, ele pode se espalhar e as células se dispersarem rapidamente.

Não se sabe exatamente também se as partículas presentes no ar por este tempo são suficientes para infectar uma pessoa. O que sabemos é que gotículas, especialmente de superfícies, são grandes transmissoras do vírus.

Portanto, o uso de máscaras, ter o cuidado de não encostar em locais possivelmente contaminados e a higienização das mãos são cruciais para evitar contaminação.

E em relação às roupas, sapatos e superfícies de chão?

De acordo com o estudo publicado pelo Lancet, tecidos de roupas não continham o vírus após 2 dias. De modo geral, é provável que você não precise lavar as roupas toda vez que sai de casa. Apenas se você tiver contato próximo com alguém doente, ou que possa ter espirrado ou tossido perto.

Um número alto de positivos foi encontrado nas amostras de piso em estudos realizados em hospitais. E metade das amostras dos sapatos dos trabalhadores da UTI também apresentou resultados positivos.

Não se sabe quanto tempo o SARS-CoV-2 pode sobreviver em pisos e sapatos.

Por isso, é recomendável que você ou deixe os sapatos na porta de casa antes de entrar, ou passe um desinfetante antibactérias ou Álcool 70+ na sola depois de sair de casa e voltar.

O novo coronavírus pode sobreviver em alimentos?

A sobrevivência do vírus em alimentos não tem uma taxa alta, de acordo com o Centro de Doenças e Prevenção (CDC). Porém, devemos ter cuidado ao manusear embalagens de alimentos que possam estar contaminadas.

De acordo com a Food and Drug Administration (FDA), atualmente não há relatos de fontes confiáveis de que embalagens de alimentos ou alimentos estejam associadas à transmissão de SARS-CoV-2.

É sempre uma boa lavar bem as frutas e os legumes frescos com água limpa e detergente. Assim como as embalagens de alimentos. Ou passar um pano com Álcool 70+.

Também é importante lavar bem as mãos com sabão e água regularmente, principalmente quando for lidar com alimentos.

O vírus sobrevive na água?

Não se sabe exatamente quanto tempo o SARS-CoV-2 pode sobreviver na água. No entanto, um estudo de 2009 investigou a sobrevivência de um coronavírus humano comum em água da torneira filtrada.

Este estudo constatou que os níveis de coronavírus caíram 99,9% após 10 dias em água da torneira à temperatura ambiente. O coronavírus testado era mais estável em temperaturas mais baixas da água e menos estável em temperaturas mais altas.

Nossos sistemas de tratamento de água, porém, retiram as bactérias da água na grande maioria das regiões do Brasil – com exceção de lugares mais ermos ou sem saneamento básico. Neste caso, o melhor a se fazer é usar um filtro com eficiência bacteriológica.

O SARS-CoV-2 não foi detectado em fontes confiáveis na água potável.

Veja mais sobre o novo Coronavírus!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin