Eliahu Pietruszka é um velhinho de 102 anos sobrevivente da guerra. Ele fugiu da Polônia no início da Segunda Guerra Mundial, quando acreditava que toda sua família estava morta.

No entanto, ele descobriu em novembro de 2017 que o seu irmão mais novo sobreviveu – e o filho dele, de 66 anos, Alexandre, voava da Rússia para ver ele em Israel.

O encontro foi possível graças a uma inciativa de Yad Vashem, por meio de um banco de dados online das vítimas do Holocausto em um memorial de Israel.

Levando em conta quantos anos passaram do evento, e a idade avançada de Pietruszka, ele acreditava ser o último da sua família a sobreviver.

Mas felizmente as coisas não eram assim.

Ao encontrar seu neto, ele diz:

“Estou tão feliz que posso te ver e falar com você, é um enorme evento para mim. Eu não dormi duas noites esperando por você”.

O neto responde:

“Obrigado. Eu prometi. Também estou feliz que possa falar com você e vê-lo”.

Pietruszka replica:

“Um homem tão bom. E você é uma cópia do seu pai”.

Confira o vídeo.

O sobrevivente da guerra, Eliahu Pietruszka, descobre que não é o último de sua família

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin