Ao receber o prêmio do Urso Dourado no 73º Berlin Film Festival por suas conquistas de vida, Steven Spielberg afirma que apesar de ter recebido o troféu, sua carreira ainda não está encerrada e ele continuará produzindo filmes no futuro. Para o premiado diretor, estar nos sets de filmagem é como estar em seu lar.

No seu discurso, ele revela que ainda carrega as mesmas angústias que tinha no início da carreira, mas que é sua zona de conforto. “Para a minha sorte, o impulso elétrico de alegria que senti no meu primeiro dia como diretor é imperecível como os meus temores, porque não tem um lugar que mais se pareça com a minha casa como quando estou trabalhando em produções”.

E não é o fim para Steven Spielberg

Steven Spielberg ainda revela que apesar do prêmio, ainda tem mais coisas vindo. “Eu me sinto um pouco alarmado ao me dizerem que atingi um determinado tempo de vida e de sucesso por que eu não encerrei nada. Eu quero continuar trabalhando. Gostaria de continuar aprendendo e descobrindo e sendo apavorado pelas coisas que virão. E, às vezes, apavorar vocês também”.

Por fim, ele revela que deseja bater o recorde de Manoel de Oliveira, diretor português que trabalhou até os 106 anos de idade.

Veja mais em Cinema e TV!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin