Enorme geoglifo de gato foi descoberto na encosta do Morro do Mirador Natural, no Peru, que abriga em seu topo o Mirante Natural La Pampa de Nazca. O desenho tem 36 metros de largura, suas linhas medem entre 30 a 40 cm de espessura. Pesquisadores dizem que a figura tem 2 mil anos, por isso estava quase completamente apagada.

O felino foi descoberto por trabalhadores acidentalmente durante reformas no mirante. Ele “estava quase invisível” devido à sua localização numa encosta íngreme e aos efeitos da erosão natural, explica o Ministério da Cultura.

Após trabalhos de restauração, a figura está perfeitamente visível, e apresenta um gato olhando na direção do observador. O estilo do desenho data o período tardio de Paracas, de cerca de 200 a.C a 100 a.C – naquele período, os gatos eram um tema muito popular entre o povo Paraca, uma sociedade andina.

As linhas foram feitas através de um processo de remoção da camada superior das rochas, expondo os minerais brilhantes que existem por baixo.

Embora o desenho esteja localizado nas imediações das famosas Linhas de Nazca, berço de vários geoglifos fascinantes, se trata de um desenho de Paracas e não, tecnicamente, de Nazca. Os primeiros desenhos feitos pelo povo Paracas tiveram grande influência nas linhas posteriores de Nazca.

Já mostramos aqui como existe uma variedade incrível de desenhos de criaturas e animais nas Linhas de Nazca – baleia, macaco, aranha e peixes.

Acredita-se que essas enormes figuras foram feitas para serem vistas por divindades no céu. Assim, elas carregam significados e simbolismos profundos, nos mostrando um pouco mais sobre as vidas espirituais dessas comunidades antigas. E se uma aranha merecia ser vista por um deus, por que não um gato?

O enorme geoglifo de gato descoberto no Peru

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pin